Novos conselheiros tutelares são escolhidos na região

No último domingo, dia 6, foram escolhidos os novos conselheiros tutelares de todos os municípios do país. Eles foram eleitos para os próximos quatro anos e devem trabalhar em prol dos direitos de crianças e adolescentes.

Em Campina Grande do Sul, o pleito foi disputado por 20 candidatos, dos quais foram eleitos: Ana Paula Dalagrana, com 333 votos; Ketlen Morais, com 203 votos; Lucimari Casanova, com 167 votos; Raphael Coimbra, com 166 votos e Marcia Pavelik, com 164 votos. Outros cinco candidatos ficaram eleitos como suplentes: Helen Dienfer, Cesinha, Pamela Monik de Paula, Leia Babinski e Erenilda Batista.

O município de Quatro Barras contou com 1.310 votantes, dos 15.131 aptos a votar. Divanei Mota da Silva, que teve 189 votos; Paulo Cesar Ferreira, que contabilizou 136 votos; Sandra Pinto Farias Dardin, com 123 votos; Marilene Aparecida de Oliveira Rocha, com 109 voto; e Claudia Aparecida Machado, com 103 votos foram os eleitos.

Em Tunas do Paraná, 1.163 eleitores, dos 4.931 aptos a votar, compareceram às urnas. Os eleitos foram Josilene Bonete, que fez 215 votos; Rosane Santos, que contabilizou 181 votos; Lourdes do Carmo, que teve 167 votos; Gislaine Taborda, com 112 votos e Silmara de Oliveira, que fez 103 votos.

Em Bocaiúva do Sul, o resultado não foi divulgado porque as eleições não foram homologadas. A equipe responsável está reunida durante esta semana para discutir as definições.

Os conselheiros são responsáveis por zelar pela proteção de crianças e adolescentes, e recebem remuneração, que varia de cidade para cidade. Eles assumem os cargos em 10 de janeiro 2020. É cabível a reeleição por vários mandatos. A eleição é organizada pelos conselhos municipais de direitos da criança e do adolescente e fiscalizada pelo Ministério Público.