Professor de Quatro Barras tem livro premiado

O livro ‘As Metamorfoses do Café: o surgimento da indústria brasileira (1860 – 1930)’, do professor quatrobarrense José da Silveira Filho, o Caju, ficou em segundo lugar nacional no XXV Prêmio Brasil de Economia, conferido pelo Conselho Federal de Economia, em Brasília. O concurso é disputado pelas maiores universidades brasileiras e por renomados economistas acadêmicos. Impresso na gráfica da Universidade Federal do Paraná, a obra é fruto de muito esforço e foi feita com recursos próprios, depois de 10 anos de pesquisas.

Este é o terceiro livro de Caju. Com mestrado e especialização em Desenvolvimento Econômico, ele leciona Economia Brasileira Contemporânea e Teoria Econômica na Faculdade de Campina Grande do Sul (Facsul), no Jardim Paulista, em Campina Grande do Sul. Filho de professora, nasceu no meio de livros, de cultura, do conhecimento e há 30 anos é professor, 20 deles dedicados ao ensino superior. Em 2012, seu livro ‘Aquarela do Brasil – do café ao Plano Real’ obteve o 3º lugar no Prêmio Brasil de Economia.

“Há duas instituições muito importantes nas quais trabalhei e trabalho que não posso deixar de agradecer. A primeira são as Faculdades Integradas Santa Cruz de Curitiba, na qual essa obra foi concebida. Em particular agradecimento ao professor José Antônio Soares e à professora Mirian Moreira da Silva Soares, diretores da instituição. A segunda é a Faculdade de Campina Grande do Sul, nas pessoas do professor Antonio Carlos Banzzatto e da Mara Xavier Ribas”, disse Caju.

 

O terceiro agradecimento é para os alunos. “Quando um professor leciona muito mais é ele quem aprende com seu alunos. Todo assunto que se leciona acaba se aprimorando nas dúvidas e nos raciocínios que se tramam”, completou. Quem se interessar pela obra, pode fazer contato pelo email caju1000@gmail.com

 

 

 

A terceira pessoa são os meus alunos. Quando um professor leciona muito mais é ele quem aprende com seu alunos. Todo assunto que se leciona, acaba se aprimorando nas dúvidas e nos raciocínios que se tramam.