Nova secretária de Saúde de Quatro Barras fala sobre a pandemia no município

A enfermeira Ana Mara Harbs, que já fazia parte da equipe da Secretaria de Saúde de Quatro Barras há dois anos, é a nova secretária da pasta. Ela assumiu o cargo no último dia 1º de julho, em meio ao pior momento da pandemia do novo coronavírus (Covid-19) desde que surgiram os primeiros casos no município.

“Nossa curva de crescimento continua ascendente, como em todo o estado, o que já era esperado para o período”, diz a nova secretária. Segundo ela, as regras de distanciamento social, que se tornaram mais rígidas com o decreto estadual emitido na semana passada, devem ficar ainda mais restritivas se o número de casos continuar aumentando. A adoção de barreiras sanitárias para evitar a circulação de pessoas é uma das medidas cogitadas.

“As regras de distanciamento social devem ficar ainda mais restritivas se o número de casos continuar aumentando”.

Todos os bairros de Quatro Barras têm casos confirmados de Covid-19. “Estamos monitorando todos os pacientes contaminados no município. O Menino Deus é o lugar que mais nos preocupa por que tem uma população grande, de mais de 7 mil moradores”, disse Ana Mara. A secretaria fez um trabalho de orientação à população do bairro na última semana, com um carro de som que passou por todas as ruas com mensagens reforçando as medidas de prevenção. O mesmo tem sido feito nas redes sociais oficias da prefeitura. Além do Menino Deus, os casos de Covid-19 entre os quatrobarrenses estão concentrados no centro e na Borda do Campo.

Na área rural do município, a incidência da doença diminuiu. “Isso se deve, entre outros fatores, ao lockdown decretado na região nas primeiras semanas de junho. A população entendeu a necessidade da medida e deu uma resposta bastante significativa”, conta a secretária.

Quatro Barras soma 166 casos confirmados da Covid-19 e quatro mortes causadas pela doença, segundo o boletim epidemiológico da última quarta-feira, dia 8. O balanço aponta ainda que 118 quatrobarrenses já se recuperaram da doença.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *