Governo do Estado assina contrato para a construção do Hospital Geral de Colombo

O Governo do Estado assinou nesta quarta-feira (16) a liberação de R$ 20 milhões da Secretaria de Estado da Saúde para a construção do Hospital Municipal Maria Chemin Lazarotto, em Colombo. O investimento total no chamado Hospital Geral de Colombo é de R$ 67,2 milhões, sendo que R$ 47,2 milhões são da Prefeitura de Colombo. O governador Ratinho Junior assinou a liberação num evento realizado pela manhã, com diversas autoridades políticas da região presentes.

A unidade, que será referência para uma população de quase 250 mil pessoas do município, também vai desafogar o atendimento médico-hospitalar da RMC. A previsão é que o hospital comece a ser construído no segundo semestre e que a obra leve dois anos, com capacidade de atender cerca de 10 mil pessoas por mês, entre consultas e internações, além da realização de 15 mil exames mensais.

O governador Ratinho Junior destacou que este é o maior investimento em saúde da história de Colombo e está em consonância com a política do Governo do Estado de levar o atendimento de saúde mais próximo ao cidadão. “Esse investimento é a realização de um grande sonho para a população e para nós gestores públicos porque Colombo era uma das poucas cidades do Brasil acima de 200 mil habitantes que não tinha um hospital próprio de grande porte para atender a cidade”, afirmou.

“Além de Colombo, Almirante Tamandaré, Rio Branco do Sul, Itaperuçu, e boa parte de Campina Grande do Sul, também vão ganhar com esse hospital. Aqui tem um investimento de uma parceria com a iniciativa privada, na qual a Volkswagen doou o projeto de quase R$ 1 milhão para o Estado e para a Prefeitura e hoje nós assinamos o convênio de repasse de recursos”, destacou.

Segundo o secretário estadual de Saúde, Beto Preto, o hospital dá dignidade aos moradores de Colombo e será uma referência para os municípios ao Norte da Capital. “O cidadão do município tinha que ir para Curitiba, para Campo Largo, para outros municípios, para uma cirurgia simples. Esse hospital é um sonho antigo de Colombo e agora também faz parte do trabalho que estamos planejando para o pós-pandemia. Nos próximos anos temos alguns desafios importantes para vencer, como a fila das cirurgias eletivas”, disse.

O prefeito Helder Lazarotto destacou que essa obra é fundamental para o desenvolvimento da cidade. “Hoje demos um grande passo. É com esse convênio que vamos licitar a obra e iniciar essa construção, que é aguardada há mais de 100 anos. Hoje o município conta, apenas, com a UPA Alto Maracanã, que faz o atendimento de urgência e emergência, mas a nível hospitalar não conta com nenhuma unidade. E, quando concluído, o hospital vai atender pacientes da chamada Região Metropolitana Norte. O custeio será compartilhado entre governos municipal, estadual e federal, no chamado financiamento tripartite”, afirmou.

A obra será executada em uma área de 13 mil metros quadrados no Jardim Monza, na Rua Princesa Izabel, 939. Serão cinco pavimentos, além de área técnica, e mais dois pavimentos já projetados para ampliação futura. Nesta primeira fase, a unidade contará com 126 leitos de internação efetivo, sendo 95 leitos adulto, 21 pediátricos e dez UTIs adultos, além de outros sete leitos de Recuperação Pós-Anestésica (RPA) e de Recuperação Pós-Exames.

Com esta estrutura, o hospital terá condições de realizar 15 mil exames por mês. Serão nove consultórios com atendimento em diversas especialidades, como Clínica Médica, Cirurgia Geral, Pediatria, Ortopedia, Vascular, Urologia, Anestesiologia e Nutrição Ambulatorial, que atenderá 7.204 consultas mensais. Serão ainda quatro salas cirúrgicas para várias especialidades, com previsão de 400 cirurgias/mês. As infraestruturas de enfermarias e quartos poderão internar até 869 pacientes adultos/mês e mais 192 pacientes pediátricos. Já a UTI poderá receber até 75 pacientes mensalmente.

A Volkswagen, por intermédio da Santa Casa de Curitiba, investiu R$ 835 mil para a contratação do projeto executivo da obra. A viabilização do projeto é fruto das contrapartidas do Protocolo de Intenções firmado entre a Volkswagen do Brasil e o Governo do Estado do Paraná em 2013, dentro do programa Paraná Competitivo. “Poder contribuir, em conjunto com os órgão do Governo, com esta entrega na área da saúde é muito gratificante para nós que atuamos no Estado do Paraná”, destacou Luiz Henrique Bezerra, gerente de Assuntos Governamentais da Volkswagen.

Participaram da solenidade o chefe da Casa Militar, tenente-coronel Sérgio Vieira; o secretário estadual da Justiça, Família e Trabalho, Ney Leprevost; o superintendente-geral de Diálogo e Interação Social, Mauro Rockembach; o diretor-geral da Secretaria da Saúde, Nestor Werner Junior; o diretor da Comec, Gilson Santos; o presidente da Assembleia Legislativa do Paraná, Ademar Traiano; os deputados federais Luciano Ducci e Aroldo Martins; os deputados estaduais Guto Silva, Alexandre Curi, Soldado Adriano José, Luís Carlos Martins e Ricardo Arruda; o prefeito de Colombo, Helder Lazarotto e o o vice-prefeito, Professor Alcione; e vereadores, secretários municipais e prefeitos da RMC.