Feira de Artesanato no Jardim Paulista incentiva geração de renda no município

No próximo sábado (9), acontece mais uma edição da Feira de Artesanato de Campina Grande do Sul. Das 9h às 17h, 11 barracas serão montadas ao lado do Terminal Rodoviário do Jardim Paulista, para que feirantes possam comercializar suas peças artesanais. A iniciativa é realizada pela Prefeitura Municipal, através da Secretaria de Ação Social, Família e Cultura, juntamente com o Departamento de Cultura.

Após cerca de dois anos de atividades suspensas em decorrência da pandemia, a feira retornou ao bairro e desde então vem sendo realizada a cada quinze dias. Excepcionalmente, as próximas edições serão realizadas nos dias 14 e 15, junto com a tradicional Feira do Peixe e do Produtor Rural, que acontece em frente ao Ginásio de Esportes do Jardim Paulista.

Segundo a organização, a cada edição um artista será convidado a apresentar os seus trabalhos; a última foi a caricaturista Paula Runt. O prefeito Bihl Zanetti, acompanhado da primeira-dama e também secretária de Ação Social, Família e Cultura, Fabiana Zanetti, esteve prestigiando a última edição da feira que aconteceu no dia 26 de março. Na ocasião, o casal cumprimentou e conversou com os feirantes.

Para a feirante Claudia dos Santos Zanella, a iniciativa é uma oportunidade para os pequenos artesãos mostrarem os seus trabalhos, auxiliando na geração de renda. “A cada quinze dias, sempre aos sábados, estaremos expondo nossos produtos na feira. É uma grana extra que vai ajudar nas despesas e possibilitar a mostra de trabalhos da nossa região”, explica.

Na feira é possível se deparar com uma variedade de produtos. Na barraca da Cláudia, por exemplo, está disponível trabalhos em feltro. Nas demais barraquinhas o público pode encontrar crochê, quadros, toalhas pra bebê, peças em EVA, além de bijuterias, acessórios para pets e crianças, jogos de tapetes para casas, banheiros, materiais em madeira, vasos, cerâmicas, entre outros produtos artesanais.

O coordenador de Cultura, Josias Padilha, explica que um dos objetivos da feira, além da geração de renda aos expositores, é incentivar o trabalho por eles realizados. “É um espaço que eles têm de mostrar suas artes em diferentes linguagens”, conclui.