Espetáculo que narra a imigração no Paraná terá apresentações em Quatro Barras

Estudantes da rede pública de Quatro Barras, na Região Metropolitana de Curitiba, terão a oportunidade de assistir gratuitamente ao espetáculo “Menestrel conta a imigração no Paraná”, dirigido pela Companhia Karagozwk. Contada por meio da milenar arte do teatro de sombras, a peça mostra como se deu processo imigratório no Estado e de que maneira os imigrantes foram fundamentais para a formação social e cultural do Paraná. As apresentações acontecerão nesta terça-feira (22), às 15h e quarta-feira (23), às 9h e às 10h30, no Plenário da Casa Legislativa de Quatro Barras. Na quarta-feira, às 15h, ainda acontecerá uma oficina prática sobre construção de equipamentos para teatro de sombra.

O espetáculo foi aprovado pela Companhia Karagozwk no Programa Estadual de Fomento e Incentivo à Cultura do Paraná (Profice), tem a coordenação da ABC Projetos Culturais e o patrocínio da Copel e da Contitech do Brasil.

O público-alvo da peça são as crianças e a proposta do projeto é realizar um total de 36 apresentações em 12 municípios do interior paranaense com menos de 20 mil habitantes, onde a população dificilmente tem contato e acesso ao teatro de sombras.

“O Paraná é um ‘caldeirão de culturas’, onde o trabalho e a cooperação entre as diversas etnias forjaram uma identidade própria, um jeito único de estar no mundo. Ao redor da mesa no almoço de domingo, no café da manhã na casa dos avós ou nas celebrações religiosas, certamente o paranaense já escutou a respeito da epopeia de seus avós, bisavós e tataravós que vieram de outras regiões”, conta o diretor do espetáculo Marcello Andrade dos Santos, que estudou teatro de sombras no Instituto del Teatro de Sevilla, na Espanha.

Os responsáveis por essa efervescência cultural no estado são: italianos, alemães, poloneses, japoneses, ucranianos, negros, portugueses, holandeses e diversas outras etnias que desembarcaram em terras paranaenses no decorrer dos últimos séculos e que constituem o “ingrediente” principal do espetáculo.

A Companhia Karagozwk é especialista na arte deste tipo de teatro e atua há 37 anos na região sul do país. Desde 2009, é citada pelo Dicionário do Teatro Brasileiro (Editora Perspectiva) como referência no Brasil na prática desta arte.

O espetáculo também tem a preocupação com a inclusão social promovendo a acessibilidade de comunicação para o público com deficiência auditiva, com tradução simultânea em libras projetada em tela. Ao final de cada espetáculo, a Companhia Karagozwk fará um bate-papo com o público e mostrará os bastidores do teatro de sombras. Também apresentará técnicas que poderão ser adotadas por professores e alunos para que também passem a produzir o teatro de sombras.

Contrapartida

A própria companhia desenvolve sua linha de equipamentos de iluminação de forma sustentável no ateliê localizado em Curitiba, utilizando diversos materiais recicláveis. Com essa experiência, a contrapartida cultural é levar uma oficina a cada município que receberá as apresentações, mostrando como pode ser produzido e incentivado o teatro de sombras a partir da construção de equipamentos com o uso de materiais recicláveis.

A oficina, que contempla os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) da ONU, terá como público professores e servidores das escolas e pais que tiverem interesse. “Essas oficinas sempre nos trazem surpresas e novidades, pois cada pessoa impõe uma condução com a luz em sua mão, cada pessoa tem um olhar diante da tela da oficina. E neste caminho, de cada um fazer o seu desenho, a sua história com a técnica milenar do teatro de sombras”, ressalta o diretor Santos.