Escolas Municipais de Campina participam de campanha de coleta de óleo de cozinha usado

As secretarias municipais da Educação e de Infraestrutura, Meio Ambiente e Logística, promoveram na quinta-feira (2), o lançamento da campanha para a coleta de óleo de cozinha usado com a participação das 12 escolas municipais. A escolha do mês de junho para o lançamento da campanha veio evidenciar o “Dia Mundial do Meio Ambiente”, comemorado em 5 de junho.

A campanha consiste em arrecadar por meio da participação dos alunos, óleo de cozinha usado. Os alunos coletam em garrafas pet o óleo em suas residências e levam até a escola. Em troca recebem uma barra de sabão reciclado. A ação tem o objetivo de conscientizar as crianças sobre a importância da sustentabilidade e da preservação do meio ambiente, e sobre a necessidade de transformar o planeta em um lugar melhor, tanto para o presente, quanto para as futuras gerações.

Andréia Marina Trevisan Del Zotto, coordenadora do Departamento Meio Ambiente, explicou: “No município, nossos caminhões da coleta seletiva já fazem a coleta do óleo. Agora estamos desenvolvendo essa importante campanha de coleta e conscientização com os alunos das escolas municipais em parceria com a Secretaria da Educação. A destinação final do óleo de cozinha é muito importante, pois quando descartado inadequadamente nas residências além de causar entupimentos nos canos, automaticamente contamina o solo, plantas e mananciais podendo chegar até os lençóis freáticos”.

Marinéia Manenti, coordenadora de Projetos da Secretaria da Educação destacou: “a sustentabilidade deve estar articulada com a educação ambiental nas escolas, a fim de gerar nas crianças uma sensibilização ecológica, e oportunizar conhecimentos que possam mudar comportamentos para um futuro melhor”.

A secretária da Educação, Simone Ferrarini de Souza Milek, elogiou o projeto: Esta importante parceria permitirá um trabalho que trará muitos benefícios ao meio ambiente e muita aprendizagem a todos os envolvidos. Cada um precisa fazer a sua parte para que todos sejam agentes transformadores da preservação ambiental. Contamos com a participação em massa de nossos alunos e da comunidade escolar”, conclui.