Municípios da RMC aderem a medidas mais restritivas para conter o avanço da covid-19

Devido ao agravamento da pandemia, nove municípios da região metropolitana de Curitiba (RMC) decidiram aumentar as restrições em relação à circulação de pessoas para conter o avanço da covid-19. Todos eles fazem parte do primeiro anel, ou seja, estão entre as cidades mais próximas da capital. 

A medida foi uma recomendação da prefeitura de Curitiba, que decretou bandeira vermelha do último sábado, dia 29, até o dia 9 de junho. 

Colombo, CGS e QB

Colombo, Campina Grande do Sul e Quatro Barras publicaram um decreto conjunto nesta quarta-feira, dia 2. O documento, que vale até o dia 9 de junho, tem algumas adaptações em relação ao que está em vigor na capital. Além dos serviços essenciais, como supermercados, postos de combustíveis e farmácias, vários outros setores podem continuar funcionando neste período. 

Está liberado nesses municípios, por exemplo, o funcionamento do comércio de rua e centros comerciais, das 9h às 18h, de segunda a sábado, com ocupação de até 30% da capacidade de público. 

Salões de beleza, barbearias, estéticas, serviços de banho e tosa de animais também podem abrir, das 9h às 19h, de segunda a sábado. 

Restaurantes, lanchonetes, bares e pizzarias podem funcionar das 10h às 20h, de segunda a sábado, também com 30% de ocupação. Aos domingos, só estão autorizados os sistemas de retirada no balcão (até 20h), drive thru (até 20h) e delivery (sem restrição de horários). 

Outra diferença em relação à bandeira vermelha de Curitiba é a liberação das academias, que podem funcionar das 6h às 20h, de segunda a sábado, com até 30% de ocupação. 

A abertura do comércio em geral e das atividades não essenciais está proibida nesta quinta-feira, feriado de Corpus Christi. 

Pinhais

Pinhais aderiu às medidas, também com adaptações. O novo decreto da cidade entrou em vigor nesta terça-feira, dia 1º, e vale até dia 9 de junho. O município permitiu o funcionamento de salões de beleza e academias, com proibição apenas de atividades coletivas.

Campo Magro, Rio Branco e FRG

Campo Magro, Rio Branco do Sul e Fazenda Rio Grande vão seguir à risca o decreto em vigor na capital, que fecha os serviços não-essenciais. 

Tamandaré e Balsa Nova

Almirante Tamandaré e Balsa Nova vão seguir as medidas da capital, mas com a diferença da permissão pela abertura dos salões de beleza. 

Outros municípios

A Prefeitura de Piraquara decidiu seguir o próprio decreto, que já estava em vigor na cidade e restringe alguns serviços. O município reduziu a capacidade dos mercados, igrejas e comércio geral para 30% e fechou os mercados e os demais comércios aos domingos.

A Prefeitura de São José dos Pinhais deve publicar nesta quarta-feira um novo decreto com medidas mais restritivas. 

Já Araucária seguirá apenas o decreto estadual. 

As demais cidades da RMC não informaram se seguirão ou não as medidas de Curitiba.