Dionei Silva, proprietário da rede Rio Verde, morre vítima de Covid-19

O empresário Dionei Silva, proprietário da rede de supermercados Rio Verde, morreu na manhã desta terça-feira, dia 12. Ele tinha 54 anos e estava internado desde o dia 5 de dezembro no Hospital Nossa Senhora das Graças, em Curitiba, por complicações de um quadro grave de Covid-19.

“Gostaríamos de agradecer profundamente a todos que estiveram conosco nesta dura batalha e pedir que em suas orações peçam a Deus para o tenham perto de si e que cuide de todos os enfermos para que tão logo estejamos livres desta terrível doença que nos aflige”, diz a publicação postada na página da empresa no Facebook.

Dionei está sendo velado no Parque das Araucárias, no Jardim Guarujá, e será sepultado nesta quarta-feira, dia 13, no Cemitério São Gabriel, às 13h30. Ele deixa esposa e filhos.

Rio Verde

O Rio Verde, fundado na década de 70 pelos pais de Dionei, é um dos principais estabelecimentos comerciais de Colombo. Atualmente, conta com dez supermercados, seis em Colombo e quatro em Curitiba. A rede emprega aproximadamente 1,2 mil pessoas. Uma das ações recentes de Dionei foi a expansão dos negócios com a criação da marca atacadista Harger, em homenagem à esposa, Maria Luciane Harger da Silva.