Campina Grande do Sul recebe mais uma ambulância

Nesta quarta-feira, dia 4, o prefeito Bihl Zanetti, recebeu, no Palácio Iguaçu, a chave de mais uma ambulância de suporte básico para a frota da Secretaria Municipal de Saúde. Essa é a quinta que o município recebe desde 2017. Na solenidade, o governador Ratinho Junior entregou ao todo 165 ambulâncias e veículos para 96 municípios, de todas as regiões do estado.

A frota de veículos, composta por ambulâncias de suporte avançado, suporte básico e carros de passeio, vai ajudar no pronto atendimento e também em serviços administrativos. O investimento por parte da Secretaria da Saúde foi de R$ 16,4 milhões. “O objetivo é fazer com que a saúde chegue mais perto das pessoas, por isso trabalhamos a regionalização no Paraná. Isso evita grandes deslocamentos, melhora e muito a qualidade de vida da população”, destacou Ratinho Junior. “Os novos equipamentos também agilizam o atendimento médico, e a prestação de serviço para o cidadão ganha ainda mais qualidade”, acrescentou.

O governador destacou que a política de regionalização é extremamente importante para aproximar o Estado de municípios, impactando na vida das pessoas. “A nossa gestão é municipalista. Entendemos a dificuldade das cidades, com arrecadação limitada. Buscamos fazer nossa parte com investimentos como esse na saúde, atuando como um grande parceiro dos municípios.”

O prefeito Bihl Zanetti disse que esta quinta ambulância para Campina demonstra toda a preocupação do Governo do Estado em investir em Saúde. “Prova disso é que o governo está investindo mais de 12% da receita em Saúde, um percentual acima do que a lei exige”.

Pacote de investimentos

De acordo com o secretário da Saúde, Beto Preto, os 165 novos veículos são parte de um grande pacote de investimento em ambulâncias. Beto Preto destacou que a intenção da secretaria é entregar 1.500 equipamentos nos próximos meses. “Isso vai ocorrer em um médio prazo, para fortalecer a saúde da família. Levar o atendimento médico para perto da casa das pessoas”, disse.

O secretário explicou que o investimento é fruto de economia de recursos da própria secretaria, com o enxugamento da máquina pública. Segundo ele, com menos burocracia o Governo ganha maior capacidade para aplicar os recursos naquilo que é essencial para as pessoas. “Sei como é a realidade das cidades do interior, elas precisam do nosso apoio. Os recursos do Estado do Paraná se transformam em ações efetivas de saúde”, afirmou Beto Preto.