Iniciada a campanha de vacinação contra a gripe

Foi iniciada nesta segunda-feira, dia 12, a campanha nacional de vacinação contra a gripe (influenza). No Paraná, a meta é imunizar pelo menos 90% do público-alvo, estimado em 4,4 milhões de pessoas.

O secretário de Estado da Saúde, Beto Preto, esteve no Parque Municipal de São José dos Pinhais, na região metropolitana de Curitiba, para lançar oficialmente a campanha no Paraná. O Estado já entregou 372 mil doses da vacina aos municípios na semana passada e conta com 1.850 salas de vacinação.

A vacinação será realizada de forma escalonada. Os grupos prioritários estão distribuídos em três etapas. Na primeira etapa, que segue até 10 de maio, serão imunizadas crianças de seis meses a menores de seis anos de idade (cinco anos, 11 meses e 29 dias), gestantes, puérperas, povos indígenas e trabalhadores da saúde.

“Esta campanha é fundamental. No ano passado fizemos a convocação e alcançamos 92% da cobertura de vacinação contra a gripe. Este ano é tão importante quanto, porque a imunização contra a influenza ajuda no diagnóstico diferencial daqueles que chegam na porta de um atendimento de urgência, de UPAs ou hospitais de pequeno porte, com queixas respiratórias e febre. Quem está vacinado contra a gripe consegue facilitar este diagnóstico para saber se pode ou não ser um caso de coronavírus”, afirmou o secretário.

Diferentemente dos outros anos, idosos com 60 anos ou mais serão vacinados na segunda etapa da campanha, de 11 de maio a 8 de junho, junto com os professores da rede pública e privada.

“Neste momento estamos imunizando os idosos contra a covid-19, e devido ao tempo de espera entre uma vacina e outra, que deve ser de 14 a 21 dias, a estratégia do Ministério da Saúde é de vacinar este grupo prioritário mais para frente, possibilitando um maior alcance de pessoas”, acrescentou o secretário.

Na terceira etapa, de 9 de junho e 9 de julho, serão vacinadas as pessoas com comorbidades, deficiência permanente, caminhoneiros, trabalhadores de transporte coletivo rodoviário de passageiros urbano e de longo curso, trabalhadores portuários, forças de segurança e salvamento, forças armadas, funcionários do sistema de privação de liberdade, população privadas de liberdade e adolescentes e jovens em medidas socioeducativas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error: Content is protected !!