Município obriga uso de pulseiras para identificar pacientes confirmados ou com suspeita de covid-19

As pessoas infectadas ou com suspeita de covid-19 em Nova Santa Rosa, na região metropolitana de Toledo, no oeste do Paraná, são obrigadas a usarem uma pulseira que identifica a condição de saúde delas em relação ao novo coronavírus. A norma também vale para familiares que têm contato direto com esses pacientes. A medida está em vigor desde o dia 26 de fevereiro.

De acordo com a prefeitura, a proposta é evitar que as pessoas furem o isolamento social durante o tratamento da covid-19. Quem descumprir a regra pode ser denunciado ao Ministério Público do Paraná e responder por crime contra a saúde pública, previsto no artigo 267 do Código Penal, com pena de um a dois anos de reclusão.

O protocolo institui duas cores de pulseiras. A vermelha é usada pelas pessoas com caso confirmado de covid-19. A da verde é para quem está com suspeita da doença e para familiares diretos do paciente. Na identificação consta a palavra ‘isolamento’ e o logotipo da prefeitura. O paciente recebe a pulseira no momento em que assina o termo de isolamento, quando recebe as orientações necessárias sobre o período em que estará isolado.

A fiscalização é feita por meio de visitas frequentes de agentes comunitários de saúde na casa dos pacientes a fim de verificar se as pulseiras estão intactas, pois será necessário danificá-la caso a pessoa deseje sair de casa sem a identificação. Não há, por enquanto, descumprimento da no

Nova Santa Rosa, que tem cerca de 8 mil habitantes, soma desde o início da pandemia casos confirmados de covid-19 e quatro óbitos em decorrência da doença.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error: Content is protected !!