Prefeituras alertam para golpe sobre auxílio emergencial

Prefeituras da região tem alertado a população para uma fraude que está circulando pelo WhatsApp. Trata-se de um formulário falso para recebimento de auxílio emergencial em um cadastramento que não existe. Ao clicar no link, o usuário é direcionado para um site que simula ser do Governo Federal, mas não é.

“Sabemos da preocupação de todos quanto à saúde econômica do país e sabemos que muitas famílias estão aguardando o apoio do Governo Federal neste momento difícil. Assim que projetos de subsídios aos autônomos forem aprovados nós faremos o anúncio oficial.O que ocorre é que algumas pessoas estão se aproveitando da situação para disseminar notícias falsas e armando golpes. Fiquem atentos!”, informou a Prefeitura de Quatro Barras em sua página oficial no Facebook. 

Diante do golpe, é preciso que a população esteja atenta a algumas orientações. “Os golpistas estão se aproveitando desse momento delicado pelo qual estamos passando para coletar dados das pessoas. Mas é importante salientarmos que o benefício sequer foi sancionado, portanto é falso este formulário”, declarou a secretária de Assistência Social de Pinhais, Rosangela Batista da Silva Duarte.

O projeto de lei que prevê o pagamento do benefício foi aprovado Câmara na última quinta-feira, dia 26, e no Senado na última segunda-feira, 30, mas ainda precisa ser sancionado pelo presidente, Jair Bolsonaro. Cumpridas estas etapas, será preciso um decreto para regulamentar o pagamento do benefício e uma medida provisória para que os recursos sejam liberados.

Depois disso, os municípios serão orientados sobre os procedimentos para o cadastramento dos usuários que terão direito ao benefício. De acordo com o projeto, serão R$ 600 mensais pagos a trabalhadores informais, desempregados e Microempreendedores Individuais. A mulher que for mãe e chefe de família poderá receber R$ 1.200 por mês. O benefício deve durar 3 meses ou até o fim da emergência do coronavírus no país.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error: Content is protected !!