Uma das histórias vivas da Barragem

A baiana Marivone de Oliveira Alves, mais conhecida como Ivone, é moradora da Barragem, em Campina Grande do Sul, há 24 anos. Ela é a atual gerente do posto de saúde do bairro e vice-presidente da Associação de Moradores da localidade. Ivone, que já foi candidata à vereadora por quatro vezes, é natural de Chapada Diamantina-BA e chegou à região depois de morar 12 anos em São Paulo.

Ela conta que, aos 17 anos de idade, saiu da Bahia e decidiu morar com a avó, no estado de São Paulo, onde conheceu o esposo, Joroel, com quem tem três filhos: Marco Antonio, Joice Bruna e Giovana. “Meu marido é nascido aqui em Campina, mas morava em São Paulo, então, em 1995, por intermédio dele, nós viemos para a Barragem”.

Para ela, a mudança foi radical, pois nunca havia morado numa localidade de interior. “Quando eu cheguei aqui pensei que estava no fim do mundo”, brinca. “Tudo que tinha para os moradores da época era o Armazém da Nena e mais nada”.

Quando eu cheguei aqui pensei que estava no fim do mundo”, brinca.

Como o marido trabalhava em indústrias da região, ela decidiu fazer algo para também ter o seu próprio dinheiro. “Nesse tempo, até o ano de 2006, eu vendia lingerie e semijoia. Era assim que ajudava o meu marido a sustentar a casa. Até que fiz o teste seletivo para agente de saúde e, desde então, estou na área. Não me vejo trabalhando com outra coisa. A gente aprende a amar a Saúde e amar ajudar as pessoas através do nosso trabalho”.

Ivone conta que, desde que chegou, viu a realidade da população da Barragem mudar. “Entre muitas coisas que aconteceram aqui, para melhorar a vida do povo, a própria unidade de saúde foi algo que mudou a vida dos moradores. Hoje a população tem todas as especialidades médicas, coisa que há algum tempo ninguém pensou que ia ter. Além disso, hoje temos mercados, panificadoras e até material de construção, além de muitas igrejas, o que é muito bom para todos”.

Ela ressalta a sua alegria de ver o local crescendo. “É bom saber que eu faço parte da história desse bairro e coopero para uma melhor qualidade de vida de todas as pessoas”. Quando o assunto é deixar o local, ela afirma. “Eu nem penso em sair daqui, me acostumei muito aqui e tenho a cidade como se fosse minha. É o local onde criei meus filhos, que também moram todos em Campina, e onde todos me conhecem. Além de ser um município ótimo para viver, não vemos poluição, temos contato com a natureza. É excelente aqui”.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error: Content is protected !!